Reflexões sobre os últimos 16 dias de ativismo contra a violência de gênero

Voltar para as postagens

Ao celebrarmos o Dia Internacional dos Direitos Humanos em 10 de dezembro, junte-se ao SCWIST enquanto refletimos sobre os últimos 16 dias de ativismo contra a violência baseada em gênero (GBV).

SCWIST iniciou a conversa com o Conselho de Abuso Feminino de Toronto (WomanACT) quando apresentaram 'Sim, é da nossa conta!' no Uber Engineering Hub em Toronto na véspera do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres. Embora WomanACT e SCWIST continuem a iluminar o GBV, eles também se concentram no assédio sexual na indústria STEM canadense com o apoio do Departamento de Justiça do Canadá. o Projeto STEM Workplaces Seguros está atualmente trabalhando ao lado de várias organizações STEM, colaborando com elas para desenvolver políticas personalizadas e abrangentes, estabelecer mecanismos de relatórios informados sobre traumas e criar caminhos para resolução e caminhos de encaminhamento. Atualmente, o projeto está trabalhando ao lado de várias empresas para revisar e atualizar suas políticas existentes e identificar lacunas de conhecimento para complementar com iniciativas de treinamento individualizadas apropriadas.

“No ano novo (2023), lançaremos opções de treinamento presencial, virtual, síncrono e assíncrono”, diz Maya Low, especialista em treinamento e coordenadora de projetos da SCWIST. Ela agradece as consultas e convida todos os interessados ​​em se envolver a entrar em contato safe-stem@scwist.ca

Embora hoje marque o fim de 16 dias de conversas de todo o mundo e do Canadá, a Diretora de Política e Impacto do SCWIST, Melanie Ratnam, disse: “Espero muito que continuemos a #movetedial com uma melhor compreensão de como podemos ajudar a eliminar GBV - seja por compartilhando recursos e serviços de suporte locais ou promovendo a diversidade de gênero para promover ambientes de trabalho seguros e livres de assédio. A mudança de política exigirá que todos nós continuemos a assumir o compromisso de acabar com a GBV. ”


para cobri