Recapitulação do evento - Evento IWIS: Decifrando a cultura canadense

Como cada um de nós pode celebrar nossa herança no ambiente multicultural do Canadá? Esta é a pergunta que nossa palestrante, Lorraine Graves, respondeu no 5º evento IWIS do ano em 3 de junho. Simplificando: trata-se de aprender as expectativas e os elementos da cultura de trabalho.

Lorraine começou sua palestra batizando os “Sete Pilares da Cultura Canadense”, que são também os traços fundamentais para a construção de relacionamentos. Essas características são simpatia, modéstia, trabalho árduo, honestidade, respeito, ajuda e consideração pelos outros. O comportamento de uma pessoa é tão importante. “Os canadenses valorizam as pessoas confiantes e calmas”, Lorraine enfatizou que isso é tão importante quanto ter dentes limpos e disposição organizada.

Ela então passou a falar sobre como encontrar pessoas em eventos de networking. Em vez de fazer perguntas que podem ser respondidas com um simples 'sim' ou 'não', inicie conversas com perguntas abertas ou fale sobre questões da comunidade ou esportes. Ela deu uma dica para gerar e aquecer conversas que é pensar em possíveis perguntas que as pessoas podem fazer e ter algumas respostas próprias para essas perguntas.

Se você não tiver certeza de como agir ao conhecer alguém pela primeira vez, lembre-se do poder de fazer eco. Isso significa que, quando as pessoas derem seus nomes e cartões de visita, forneça os seus. Quando as pessoas lhe oferecerem as mãos, dê-lhes um aperto de mão firme. Não tenha medo de pedir educadamente a alguém para falar mais devagar quando necessário.

Perguntar se você pode pedir o conselho de alguém individualmente é uma das melhores coisas a fazer para fortalecer sua rede. Faça perguntas como “para onde esta indústria está indo” e “quais cursos devo fazer” e “quais recursos são úteis para entrar neste campo” são boas perguntas. Para deixar uma boa impressão, continue mantendo contato em intervalos de três meses.

Ela então citou tópicos incomuns que não são preferidos para falar na cultura canadense, incluindo religião, política, família e questões pessoais, dinheiro e preço das coisas, etc.

Ela também apresentou uma história em quadrinhos chamada “Por que eu odeio canadenses”, escrita por Will Ferguson, como uma referência bem cotada para aprender sobre os diferentes lados da cultura canadense.

Quanto ao comportamento profissional no ambiente de trabalho, ela destacou que o trabalho árduo é um dos pilares. Outros hábitos decentes são não deixar o trabalho prontamente e ficar pelo menos 10 minutos para se certificar de que tudo está no lugar. Seria apropriado fornecer uma explicação decente quando você tiver que sair mais cedo. Embora os detalhes exatos dependam fortemente da cultura da organização, siga estas regras se não tiver certeza.

Outros itens mencionados incluem o respeito aos direitos humanos (especificamente de mulheres, imigrantes, LGBT e primeiras nações), conhecer expressões comuns canadenses, cuidar da aparência (uso moderado de maquiagem e perfume), não beber muito no trabalho- partes relacionadas, nunca rejeitando convites para casa por colegas, se possível, não dando presentes caros no trabalho e não julgando as pessoas com base em suas etnias.

Lorraine expressou sua admiração por nossas participantes e as parabenizou por terem vindo ao evento, um excelente lugar para encontrar um grupo de mulheres solidárias. Ela encerrou a noite com uma frase inspiradora: “Mantenha a cabeça e o espírito para cima. Você chegou até aqui em sua jornada. Seu trabalho duro valerá a pena. ”

O evento continuou com ótimas perguntas do público. Eles se divertiram tanto que o networking continuou por mais tempo do que o esperado!

3 de junho de 2014; Evento IWIS em Wicklow Pub, Vancouver BC.
Aproximadamente 15 pessoas se reuniram em uma tarde ensolarada para ouvir Lorraine Graves falar sobre Professionalisim in Canadian Workplace, e plillars da cultura canadense. O público ouviu com atenção Lorraine fazer a primeira parte de seu discurso.

Sessão de rede durante o intervalo.
A sessão de networking foi alegre e agitada. Os participantes ficaram entusiasmados em fazer perguntas e compartilhar experiências entre si para aprender mais sobre as expectativas no local de trabalho.

Pam Artikaitis, voluntária da IWIS, fez anotações que ajudaram a resumir a apresentação.

Os membros do SWCIST / IWIS no final do evento, junto com Lorraine, o palestrante.
Os voluntários que ajudaram na organização deste evento incluem (da esquerda para a direita): Samaneh khakshour (Voluntária IWIS), Immelda Vibares (Voluntária IWIS), Lorraine Graves (Palestrante), Zhila Pirmoradi (Voluntária IWIS) e Vladimirka Pereula (Diretor de Eventos )